É seguro Tomar Café em Cancún?

É seguro Tomar Café em Cancún?

Esta pergunta estava na minha mente quando me preparava para ir ao México para uma semana de férias. É seguro beber café no México? Tenho lido muitos avisos para não beber água da torneira em Cancún porque parasitas na água causam diarreia também conhecida como “A vingança de Montezuma”. No aeroporto de Cancún, havia sinais até nos espelhos dos banheiros avisando as pessoas para não beber a água das torneiras.

Mas ficar uma semana inteira sem tomar nenhum café, confesso que seria muito difícil. Especialmente em um lugar que tem potencial para bons grãos de café locais. Uma leitura na Internet me convenceu que café quente deve ser tomado em alta temperatura para matar todos os  os parasitas que existam na água.

Descobriu que o resort que eu iria me hospedar tinha água tratada e filtrada, até mesmo que na água da torneira no resort seria provavelmente segura, embora confesso que eu não confiei muito nesta informação. Eu usei água engarrafada sempre para beber e até para escovar os dentes. Não queria ter problemas com Disenteria amebiana.

Desde que o resort tinha água tratada, e então essa água foi fervida para fazer o café, eu me senti confortável para experimentar o café local. Eles podem nem ter usado água engarrafada para fazer o café, claro, e notamos que os copos de água que serviram no jantar estavam vindo de jarros que eram cheios com água engarrafada.

Café Mexicano em Cancún

Eu tinha lido alguns comentários sobre viagens à Cancún, que citavam  que era quase impossível conseguir uma boa xícara de café em Cancún. O café nos hotéis seria terrível e a única esperança seria encontrar um Starbucks por lá. O resort que fiquei ficava localizado na verdade, ha uma hora ao sul de Cancún e encontrar um bom café por lá não foi nenhum problema.

O resort tinha uma máquina de café expresso italiana da marca Necta. Era carregada com grãos de café inteiros e tinha as configurações para ou gerar café com “tiros de café” expresso ou Café Americano, mais suave. Esta máquina também podia preparar cappuccino e outras bebidas com leite. Os menus da máquina eram em espanhol ou italiano, sem problemas para mim. Às vezes a máquina não produzia a bebida escolhida, então eu simplesmente mudava para uma outra máquina diferente, pois eu não tinha certeza qual era realmente o problema dela.

Durante a minha estadia, eu notei que algumas das máquinas tinham um pequeno sinal que dizia “decaffeinato”. Claro que esta opção gerava café descafeinado, mas tenho certeza que a maioria das pessoas nem notou o pequeno dispositivo. Eu tomei tanto o café normal quanto o descafeinado. para o meu paladar, prefiro mil vezes mais o café normal, um expresso, forte e fresco.

No geral, eu avaliaria o café que tomei no México como muito bom, mas sua experiência pode variar bastante dependendo do que seu hotel terá para te oferecer. Se for um viciado em cafés como eu, sugiro que consulte seu Hotel a respeito antes de viajar.

 

Uma Maravilha do Novo Mundo

Uma Maravilha do Novo Mundo

O povo Maia foi uma civilização super desenvolvida. O império Maia, encrustado numa floresta tropical, era composto de grandes palácios e majestosas pirâmides. Desenvolvido na península de Yucatán no México centenas de anos antes, eles aprimoraram técnicas em engenharia civil em idos de 900 DC.

Chichén Itzá a localidade mais imponente de Yucatán foi criada também neste mesmo período.

O conhecido livro sagrado chamado Popol Vuh, escrito durante a Era Clássica da civilização Maia, contém em seu interior sua própria história sobre esta criação. Segundo o livro, os chamados “Deuses Maias” criaram inicialmente a Terra, posteriormente criaram o céu e finalmente criaram o Sol.
A partir do milho criaram as pessoas: os músculos vieram do sabugo, os membros, de massa do milho, e o intelecto humano foi originado a partir do fubá de milho e finalmente o sangue foi proveniente do caldo do milho espremido.
O chamado “povo do milho” deixou profundamente sua marca propria no mundo logo depois, um pouco modesto no início, criando túmulos menores, mas depois cada vez mais elaborados, com verdadeiras cidades completas e com inumeros palácios, construções exuberantes, locais de reza e pirâmides grandiosas, e estruturas muito sofisticadas sempre recobertas com decoração altamente ornamentada.

Uma Cidade Maia magestosa

Outro exemplo de grandiosa arquitetura encontra-se no Templo de Kukulcán localizado em Chichén Itzá que compões as sete famosas maravilhas do mundo moderno juntamente com “Grande Muralha da China”, “Machu Picchu” o “Taj Mahal” e o nosso querido “Cristo Redentor” no Rio de Janeiro. Veja aqui a lista completa com todas as 7 Maravilhas do Mundo Moderno. A imponente pirâmide representa toda a exuberância da impressionante civilização Maia. A colossal estrutura branca possui mais de 30 metros de altura e exatos 365 degraus desde o chão até o topo que inclusive é coincide com o número exato de dias contidos no interior do famoso calendário Maia.

Os Maias realmente se constituíram em um povo altamente desenvolvido, com forte e próspera cultura envolvendo a arte e o artesanato, assim como o  comércio e a ciência.

Eram especialmente desenvolvidos em astronomia e matemática, e inclusive inventaram o numeral “zero”. Evidentemente sem possuírem nenhum computador ou mesmo sequer uma calculadora, criaram uma forma única que acontece por 2 dias ao ano: durante a época primaveril e no também durante o chamado equinócio no mês de outono, a sombra do sol é incrivelmente projetada sobre a pirâmide criando uma espécie de serpente em movimento descendente lento pelos degraus da pirâmide.

Esta serpente, sempre encontrada em inúmeros artefatos encontrado no local, representam Acatl Topiltzin Quetzalcóatl, chamada também como  “Serpente de Plumas”.

Ele reinou e liderou todo o enorme Império Maia durante décadas e depois de morto, foi enaltecido como se realmente fosse um Deus chamado de Kukulcán. Ele transformou Chichén Itzá numa gloriosa capital, com mercados, aquedutos, campos de jogo, casas para banho, altares para sacrifícios, um convento, local que servia como um observatório celestial em forma de concha de caracol e inúmeros palácios e templos religiosos. Cada estrutura criada mais elaborada e mais bem decorada que outra, contendo vários hieróglifos e escritas cifradas, esculturas de Deuses e animais, incluindo a chamada Chac, uma divindade da chuva. Um dia todo sempre era resguardado para que todos pudessem sentir a enormidade do “Chichén Itzá” e meditar a respeito.

A trilha Maia

Os maiores destaques encontrados no antigo Império Maia estão situados ao longo da chamada Ruta Maya (Rota Maia) , que corta todo o México, a Guatemala, passando por Honduras e inclusive Belize e pode ser devidamente explorada utilizando-se com um veículo locado ou mesmo de confortáveis ônibus de viagem. Além das típicas ruínas, também existem várias cidades pré coloniais, lagos incríveis e típicos vilarejos com cultura indígenas super coloridos para se deleitar ao longo de todo o caminho. Há ótimos hotéis de todas as faixas de custo e de todas as “estrelas”, desde pequenas pousadas espartanas à hotéis fazenda luxuosos. Percorrer toda a Rota maia levará aproximadamente um mês para uma viagem incrivelmente bela.

A Ensolarada Riviera Maia 

A península de Yucatan tem dezenas de outros pontos interessantes a oferecer aos visitantes, além dos locais famosos e históricos que compõe o império Maia já citados. No interior da chamada “Riviera Maya” que se localiza na costa do lado leste do Caribe, destaca-se evidentemente Cancun e também a Playa del Carmen que são os locais onde encontram-se os mais mais luxuosos empreendimentos. Lá encontrará inúmeras lojas, restaurantes, lindos cafés e também, uma agitação noturna super envolvente. Três monstruosas embarcações de cruzeiro chegam à ilha de Cozumel todos os dias, com centenas de turistas. Existem também lindos Resorts a beira do mar, isso ao longo de toda costa leste da península e que  permanecem intocados, sem ainda não terem sido invadidos pelos turistas. Locais, como por exemplo Puerto Morelos e Punta Bete, possuem belíssimas praias com coqueiros inclinados e mantem uma atmosfera tradicional e paradisíaca.

Se estiver em Cancún e quiser tomar um bom café, leia antes este artigo que fiz a respeito.